Os principais erros ao tomar remédios


Seguir à risca a recomendação médica exige disciplina e cuidados. Conheça as principais falhas dessa relação.

 

De médico e louco, de fato, todos têm um pouco. O ditado popular, em tempos de automedicação, deixa a brincadeira de lado e assume as características de uma população, ávida por consumo de medicamentos, ao menor sinal de um simples resfriado.

Incorporar o especialista de plantão e investir no conhecimento caseiro sobre remédios, porém, é apenas um dos grandes erros da intensa relação entre pacientes e medicamentos. Abaixo, com a ajuda de dois especialistas, o iG Saúde listou os principais equívocos e os riscos que o desrespeito à prescrição pode provocar à saúde.

Sem dor, sem disciplina
Na hora da dor, a prescrição é seguida à risca. Dias depois, a melhora dos sintomas faz com que a grande maioria dos pacientes esqueça o horário da medicação, e até interrompa o período necessário para que as bactérias, ou vírus, sejam realmente combatidos, revela Arnaldo Lichtenstein, clínico geral do Hospital das Clinicas de São Paulo.

“Depois que a dor passou, o erro mais comum e grave é interromper o remédio, na falsa idéia de que já foi suficiente. Atrasos são toleráveis, o que não pode é fazer do esquecimento e da indisciplina um hábito.”

Ao interromper a medicação, as bactérias não são eliminadas completamente do organismo, deixando espaço para que a infecção retorne dias ou até semanas depois do primeiro tratamento. Essa postura, além de não curar, faz com que as bactérias criem resistência aos antibióticos, por exemplo.

Para remédios que combatem a dor, os antiinflamatórios, interromper o uso com o fim da dor é uma postura correta, o foco desse tipo de medicamento é exatamente o alívio da dor. Os antibióticos, porém, agem de forma diferente. Eles têm prazo, não podem ser interrompidos. A infecção tratada parcialmente volta, e mais forte, resistente.

“Esse tipo de comportamento justifica a causa de morte por tuberculose até os dias de hoje. A doença precisa de tratamento contínuo de, no mínimo, seis meses. Se o paciente não respeita o prazo, desperdiça dinheiro, tempo e acompanhamento médico e pode agravar o problema.”

Gripe ou resfriado?
Recorrer aos postos de saúde, pronto-socorro dos hospitais para tratar uma gripe sem febre é um erro bastante comum da população brasileira. A postura, para Paulo Olzon Monteiro da Silva, chefe da Disciplina de Clínica Médica da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), justifica a superlotação dos atendimentos públicos e abre espaço para contaminação, infecção hospitalar e erros médicos.

Na visão do especialista, a população até hoje não sabe a diferença entre gripe e resfriado. Coriza nasal, tosse, sem febre, não justificam atendimento médico. Repouso e ingestão de líquidos e alimentação balanceada resolverão o problema em poucos dias.
“O erro das pessoas é achar qualquer indisposição ou reação do organismo é sinal de doença grave, e requer de avaliação médica. Não estou estimulando a automedicação, não há necessidade de fazer nada em um resfriado ou gripe sem febre.

Alimentação
Alguns remédios, por serem mais agressivos ao estomago, devem ser tomados após o desjejum. A recomendação parece simples, mas pouco importante para os pacientes, revelam os especialistas. A mesma lógica se aplica aos medicamentos que exigem o jejum para a melhor absorção. Não podem dividir esse trabalho junto com a alimentação. A maioria das pessoas ignora essa recomendação e faz como bem entende ou acha correto.

Pomada X creme
A Pomada é diferente de creme. O uso deve ser sempre prescrito por um especialista. As substâncias são diferentes e têm ações distintas, direcionadas. Em caso de infecções ginecológicas, por exemplo, o tratamento é sempre feito com cremes, que são mais suaves.

 

Fonte: saude.ig.com.b

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s