Automassagem é opção para fazer na cabeça, nas mãos e nos pés


Ao dormir de mau jeito, carregar muito peso nos ombros ou forçar demais a musculatura num exercício físico, o corpo pede uma massagem. Seja para aliviar a dor ou a tensão, relaxar ou desinchar, a técnica pode ajudar e muito no dia a dia.

Nesta quarta-feira (18), o Bem Estar vai dar dicas de automassagem na cabeça, nas mãos e nos pés. A prática pode funcionar após você ter dormido de mau jeito, carregado muito peso nos ombros ou forçado demais a musculatura em um exercício físico.

Segundo o fisioterapeuta e massoterapeuta Fábio Arnoni e o psicólogo e massoterapeuta Alexandre Barros, o movimento natural dos músculos é de contração e relaxamento. Porém, quando a musculatura só se contrai, é sinal de problema.

É nessa hora que os vasos sanguíneos também se fecham e pode ocorrer a formação de nódulos, o que causa dor. Esse problema pode ser causado por questões emocionais (estresse, trânsito, medo ou preocupação), mecânicos (má postura, esforço repetitivo, salto alto) ou por um conjunto de fatores.

Com a massagem, além dos músculos, são estimuladas a circulação sanguínea, a flexibilidade e a mobilidade. Isso porque a fricção das mãos provoca calor na região e aumenta o calibre dos vasos. Tudo isso faz diminuir a dor.

Só tome cuidado com sinais de inchaço, calor e vermelhidão na pele. Esses sintomas podem indicar uma inflamação e, nesses casos, a massagem não é recomendada, pois pode espalhar o problema para outras áreas.

A massagem, portanto, é contraindicada quando mascarar um problema mais grave ou piorar a dor. Não faça se estiver com:

– Lesões musculares graves
– Febre
– Problemas circulatórios graves
– Infecções
– Lesões na pele

Dicas de automassagem
Na parte de trás da base do ouvido, você percebe um pequeno osso. Se descer um pouco, vai ver que afunda. É nesse local que a pessoa vai pressionar, com o polegar, e fazer movimentos de rotação com pressão.

A massagem nessa região tem como objetivo o relaxamento geral. Melhora o sono, a circulação e ameniza a dor de cabeça.

Cada pessoa tem uma válvula de escape para sentir dor decorrente do estresse. Em média, esses pontos se localizam na base da nuca, nos ombros, na região lombar, nos punhos e nos joelhos.

Outra dica é apoiar os cotovelos em uma cadeira ou mesa. Coloque as mãos sobre as têmporas e inicie movimentos circulares nos sentidos horário e anti-horário. Depois, sem tirar as mãos da região, faça pequenas pressões. Essa massagem pode ser executada em qualquer lugar, no carro, no consultório médico ou numa fila, e ajuda a aliviar a dor de cabeça.

Massagem para os pés
No caso dos pés, deixe-os em água morna por 20 minutos antes da massagem. Os pés têm terminações nervosas que, quando estimuladas, melhoram a saúde. Pode-se incluir uma bacia de água antes para tornar o processo ainda mais relaxante e prazeroso.

Para isso, ferva 1 litro de água e coloque na bacia. Vá adicionando água fria, até que o calor fique suportável para deixar os pés totalmente imersos. Para quem tem termômetro em casa, a temperatura ideal é de 40 graus. Nessa água, a pessoa pode acrescentar sal ou óleos essenciais (como de lavanda), ou ainda pétalas de rosas.

A reflexologia é uma massagem relaxante nos pés, que ajuda no retorno venoso e no sono. A maioria dos movimentos é feito com os polegares, mas os outros dedos e as mãos também são usados. A técnica trabalha com a ideia de zonas reflexas nos pés que correspondem a outras regiões do corpo.

Com os dois polegares, faça movimentos de pressão a partir dos dedos em direção ao calcanhar, de 2 a 3 minutos. É importante respeitar esse sentido, para que haja o retorno venoso. O movimento deve ter pressão na ida e ser suave na volta.

Além disso, faça movimentos de rotação em cada dedo nos dois sentidos. Depois, apoie uma das mãos no calcanhar e a outra no peito do pé e repita os movimentos. Esse exercício ajuda a dar mais flexibilidade para as articulações dos dedos e pés.

Também podem ser feitas manobras de “amassamento” e deslizamento pela planta do pé, com a mão fechada. Essa região corresponde à área da coluna cervical e lombar. O calor provocado pelo movimento de fricção ajuda a relaxar o músculo e diminuir a dor.

Óleo ou creme
Para tornar a massagem ainda mais estimulante, coloque uma ou duas gotas de óleo vegetal (amêndoa ou semente de uva) ou use um creme hidratante para facilitar o deslizamento das mãos sobre os pés. Aqueça o óleo ou o creme nas mãos e espalhe por todo o pé: planta, calcanhar, dorso e ponta dos dedos. Esse já é um movimento inicial para ativar a circulação.

Massageie o dorso da mão, entre o polegar e o indicador, com o polegar da outra mão. Isso alivia dores locais.

Para diminuir dores no punho, entrelace os dedos e execute movimentos nos sentidos horário e anti-horário. Também faça pressão na palma da mão com os polegares e uma pequena fricção/deslizamento com o polegar entre os ossos do dorso da mão.

Fonte: http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2012/04/automassagem-e-opcao-para-fazer-na-cabeca-nas-maos-e-nos-pes.html

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s