10 mitos e verdades sobre a coluna vertebral


Quando o assunto é saúde, uma série de “especialistas” surge para dar uma sugestão do que é preciso ser feito. A receita da vovó que cura, o chá milagroso, a pomada natural… É assim que se criaram inverdades a respeito da coluna vertebral, por exemplo. As dores nas costas que assolam muitas pessoas têm solução, sim, mas é preciso saber o que é mito e o que é verdade entre os ditos populares. Para tirar algumas dúvidas, a fisioterapeuta Inês Nakashima, das Clínicas Physion, elaborou uma lista com dez mitos e verdades sobre a coluna vertebral.

 

1. Estar com sobrepeso contribui para as dores nas costas?
VERDADE – A dor nas costas é mais comum em pessoas que estão fora de forma. O excesso de peso comprime a coluna e aperta os discos intervertebrais, tornando-os propensos à herniação e à degeneração. Pessoas com a barriga muito grande forçam uma curvatura natural que temos na coluna lombar, levando à hiperlordose, gerando uma alteração postural.  Contudo, a solução também não é emagrecer excessivamente: pessoas muito magras, como as que sofrem de anorexia, também podem apresentar dores nas costas, devido à deficiência de nutrientes e à perda de massa óssea, que pode resultar em fratura.

2. Colchões mais duros são melhores?

MITO – Um estudo de longa duração realizado na Espanha, com pessoas que apresentavam dores nas costas não específicas, mostrou que as pessoas que dormiam em colchão de densidade média/firme tiveram menos dor e desabilidade do que aquelas que dormiram em um colchão firme. No entanto, dependendo dos hábitos de sono e a causa da dor nas costas, pessoas diferentes podem precisar de diferentes colchões. O colchão bom é aquele em que você dorme e acorda descansado, recuperado, pronto para o novo dia!

3. A dor das nas costas piora com a idade? 

MITO – Uma nova publicação de agosto de 2012 do Jornal Chiropractic Manual Therapy tentou responder a esta questão. O propósito foi determinar se qualquer tipo de dor nas costas, do pescoço até a lombar, se tornava mais comum em população mais idosa através da comparação com a prevalência em pessoas de idade média. Também procuraram se havia aumento continuado até idade mais avançada.
A revisão considerou 12 estudos. Os revisores concluíram que a dor nas costas não é mais comum em pessoas com mais de 60 do que em aqueles em idade média. Também descobriram que a dor nas costas não aumenta conforme você envelhece. Na realidade, as pesquisas sugerem que a dor nas costas diminui em pessoas mais velhas.

4. Devemos sempre sentar com a coluna ereta? 

MITO – Tudo bem que sentar curvado é ruim para a coluna. Mas sentar muito reto por longos períodos também pode ser prejudicial. Se você passa muito tempo sentado, o ideal é, durante o dia, tentar levantar-se, fazendo pausas e evitar ficar muito tempo sentado.  O corpo é desenvolvido para o movimento. Precisamos nos movimentar.

5. Eu tenho dor nas costas, então eu devo ficar na cama e repousar? 
MITO – Dependendo da fase da dor. Por exemplo, na fase aguda da lesão, o repouso pode ser útil para acalmar a dor e evitar mais lesões nos tecidos. No entanto, a fase aguda geralmente dura poucos dias. Para dores de longa duração é recomendado movimento, atividade. Isto vai:
• acelerar a cura através do bombeio do lixo metabólico
• prevenir recidiva de lesão pelo fortalecimento dos músculos, equilibrando a força dos grupos musculares opostos e aumentando a flexibilidade
• aliviar a depressão pela liberação de endorfinas

6. Exercício faz mal para a dor nas costas? 

MITO – Um grande mito. A verdade é que exercícios regulares previnem as dores nas costas. Para quem sofreu uma lesão aguda, os exercícios físicos devem ser feitos de forma controlada e orientada, adaptados para a capacidade física do paciente. Conforme o paciente vai evoluindo, os exercícios gradualmente podem ir aumentando de intensidade. Assim que a dor aguda desaparecer, o recomendado é que seja inserido um novo hábito de vida, com rotina de exercícios para evitar a futura recorrência das dores nas costas.

7. Fisioterapia pode ajudar?

VERDADE – A recomendação do Colegiado Americano de Médicos e da Sociedade Americana de Dor para o tratamento de dor nas costas é de que os médicos e pacientes considerem outras opções de cuidado que sejam comprovadamente benéficos, como a manipulação vertebral, massagem e acupuntura.

8. Quem sofre de dor nas costas precisa de cirurgia?
MITO –
 Somente uma pequena porcentagem de pessoas que sofrem de dor nas costas requer cuidado cirúrgico. As pesquisas demonstram que aproximadamente 90% das dores nas costas desaparecem com o tratamento conservador, como por exemplo, a quiropraxia. Existem poucos casos nos quais a cirurgia seria indicada, como fratura cervical ou se a pessoa tiver sintomas como fraqueza nas duas pernas com piora progressiva, e/ou incontinência fecal/urinária, cuja causa seja a coluna vertebral.

9. A dor vem de dentro da sua cabeça?

VERDADE – Toda dor é real, mesmo uma causa física que não consiga ser descoberta. O sistema nervoso recebe os estímulos de dor e “processa” esta informação no cérebro e responde a este estímulo com a mensagem de dor. Portanto, a dor está toda dentro da cabeça, no cérebro!

10. Mesmo com dor, eu posso fazer minhas atividades favoritas?
VERDADE –
 Pesquisas recentes em neurociência voltadas para o manejo da dor têm considerado como tratamento a distração, a mudança de foco da dor para algo que dê prazer. Portanto, se jardinagem é algo que a pessoa com dor nas costas gosta muito de fazer, pela distração do cérebro e pela mudança de foco, é indicado que se faça estas atividades. Mesmo que biomecanicamente a articulação, a coluna e os músculos possam ficar em posição inadequada, não devemos esquecer do cérebro, que é quem, na verdade, processa todas estas informações. Devemos exercitar o corpo físico e o corpo virtual (que é a imagem cerebral que temos do nosso corpo físico no cérebro).

Fonte:http://br.mulher.yahoo.com/fotos/10-mitos-e-verdades-sobre-a-coluna-vertebral-slideshow/coluna-vertebral-photo-1345669292.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s