Cromoterapia: terapia colorida para aliviar as tensões


As vezes usamos as cores para expressar como nos sentimos. Mas as vezes utilizamos no nosso dia a dia cores que precisamos, mesmo fazendo essa escolha de forma inconsciente.

Lembro de uma época que adorava lilás, roxo e quando um dia observei meu guarda-roupa a maioria das minhas camisas eram verdes. Uai?!? Como pode?

Talvez para equilibrar o meu “estado” de maneira não pensada acabava por comprar e usar muito mais coisas verdes do que lilás, que era o que mais gostava…

Pensando nisso vi esse artigo, achei legal e estou postando para vocês!

Abraço,

Christiane Donato

Qual cor combina com você e o seu equilíbrio interno? (Foto: Thinkstock)
Azul, vermelho, verde, laranja e violeta. Qual dessas cores é a sua preferida? Qual delas você usa no seu dia a dia? Usa para pintar a parede do quarto? Escolheu para ser a capinha do seu celular?

Você sabia que além de nos agradar visualmente e estarem presentes em todos os aspectos do nosso dia a dia, as cores promovem uma série de benefícios para a mente, o corpo e o equilíbrio natural? A técnica denominada cromoterapia usa os benefícios das cores em prol do bem estar e surgiu de uma especialidade médica praticada na Índia há milhares de anos. Ela está associada ao “chakra”, que corresponde a sete pontos espirituais do corpo, localizados ao longo da coluna. Cada cor se refere a um chakra, que se reçaciona aos órgãos do nosso corpo.

Segundo a massoterapeuta Thabata Martins, do Zahra Spa & Estética, a cromoterapia tem a finalidade de proporcionar espírito alegre e bem estar ao paciente. “Está técnica utiliza a cor e a luz para buscar as energias do corpo. A escolha das cores corretas proporciona o equilíbrio natural e a concentração para desenvolver uma qualidade de vida melhor”, explicou.

A publicidade, por exemplo, utiliza a cromoterapia para escolher as cores certas para atrair o seu público alvo.

“A cromoterapia pode ser realizada em forma de consulta com um especialista na medicina chinesa. As sessões variam de 60 a 90 minutos. Outra opção é realizá-la em conjunto com outras terapias, tais como Radiestesia, Feng Shui, Hidroterapia, Aromaterapia e Reike”, destacou Thabata Martins.

Durante a terapia, o paciente é submetido à aplicação da cor através de lâmpadas e filtros coloridos. O contato com a natureza, pedras preciosas, velas, banhos e lentes coloridas também faz parte.

No proceder deste tratamento, os especialistas recomendam a ingestão de água ou qualquer outro líquido da cor ue está sendo discutida. Também maximiza o efeito comer somente alimentes da cor desejada do tratamento por um período de experiência.

A cromoterapia trabalha junto com o chakra para corrigir o excesso de cor e energia no organismo, com objetivo de favorecer o equilíbrio ao paciente.

Entenda o significado de cada cor para o chakra:

Vermelho: corresponde ao chakra Básico, como rins, bexiga e medula espinhal.

Laranja: está ligada ao chakra do Sacro ou sexual, como útero, ovário e próstata.

Índigo: é o chakra do Terceiro Olho, é o sistema nervoso autônomo/hipotálamo.

Verde:
 chakra Cardíaco, se refere ao coração, pulmões, fígado e sistema circulatório.

Amarelo: c
hakra do Plexo Solar, é o baço, o fígado, o estômago e a vesícula biliar.

Violeta: chakra da Coroa, está relacionada ao cérebro superior e olho direito.

Azul:
 é o chakra da Garganta e representa os pulmões e a garganta.


As sete cores primárias

Sete maneiras de mudar o equilíbrio da mente. (Foto: Thinkstock)
A cromoterapia só trabalha em cima das sete cores primárias (sim, nem adianta procurar um tratamento marrom ou magenta). A intensidade de cada uma delas é responsável por cada sensação que o paciente irá sentir. Por exemplo, as cores quentes (vermelho, amarelo e a laranja) ocasionam energia de excitação. Já as cores frias (azul, verde e o roxo) proporcionam a tranquilidade.

Que tal conhecer um pouco o efeito que cada uma dessas cores provoca durante o tratamento? Qual combina mais com você? (clique nas próximas páginas para entender melhor como as cores agem)
Aprenda a sorrir com o laranja. (Foto: Thinkstock)
Laranja: efeito antidepressivo

Ele rejuvenesce e provoca sentimento de alegria ao paciente. Essa cor é utilizada em terapias para aliviar a depressão e no combate ao desânimo. Também em problemas respiratórios, como inflamações e epilepsia.
Amarelo para sair do comum. (Foto: Thinkstock)
Amarelo: estimula a criatividade
O mesmo tom do sol traz efeito tranquilizador ao sistema nervoso, sendo indicado para tratamentos de problemas digestivos, reumatismo e artrite. Além disso, estimula a criatividade.

A cor dos apaixonados traz excitação mas deve ser usada com cuidado! (Foto: Thinkstock)
Vermelho: tom excitante 

Identificado como a cor do amor, uma cor sexy, o vermelho é estimulante e atrai muitas energias positivas. Essa é a cor mais poderosa, por isso deve ser usado com cuidado: o excesso pode aumentar a tensão e causar irritabilidade. Será por isso que nos desenhos animados o rosto dos personagens raivosos fica sempre vermelho? O tratamento da cor vermelha melhora o diagnóstico da depressão, anemia e circulação sanguínea (afinal, é a cor do sangue né?).
A natureza que traz equilíbrio. (Foto: Thinkstock)
Verde: equilíbrio entre as energias negativas e positivas

A cor da natureza, o verde é tranquilizador e provoca sensação de bem estar e conforto.  Ele é muito eficaz quando o tratamento é direcionado a infecções, desintoxicações e problemas cardíacos. Que tal uma pausa para descansar sob as árvores e uma grama verdinha? Relaxante o bastante para esquecer a correria do dia a dia, não é?

Como diria Lulu Santos: “Tudo azul” (Foto: Thinkstock)
Azul: sedativo e tranquilizante 

Provavelmente a palavra “sedativo” não é muito atraente, mas este tom funciona e é super relaxante para algumas situações, além de estimular a paz. Alivia as dores de cabeça, reduz a tensão, medo e a angústia, sendo considerado um antisséptico natural. Quando o estresse bater, basta olhar para o céu azul e limpo para a paz invadir o espírito.
A liberdade é violeta! (Foto: Thinkstock)
Violeta: liberdade e estabilidade 
Na terapia está cor é utilizada para acalmar o sistema nervoso e ajudar a eliminar as neuroses. Além de ser um desintoxicante natural que devolve a saúde para as células e tecidos do organismo.  E pode ser uma alternativa para problemas dermatológicos, como doença do couro cabeludo.
O famoso “os opostos se atraem”. (Foto: Thinkstock)
Preto e o branco: os opostos se atraem 
O branco reflete em todas as cores, sendo em energias negativas e positivas. Já o preto não interfere em nenhuma, mas é indicado para tratamentos de insônia. A junção do preto com o violeta se transformam em tranquilizantes espirituais.

Fonte: http://br.mulher.yahoo.com/cromoterapia-terapia-colorida.html?page=all

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s