O machismo da nossa criação


Naturalmente, não são só as mulheres que criam os filhos e filhas para serem machistas, mas todos nós, homens e mulheres, mães e pais, ricos e pobres.

Tenho outro casal de pais que obriga sua filha adolescente a manter seu quarto pronto para receber visita do Rajá da Índia, enquanto o quarto do filho parece um depósito de lixo. Eu já sabia a resposta, mas perguntei mesmo assim. E minha amiga respondeu:

“Ué, Alex, ele é menino! Não precisa ser arrumadinho.”

Em outra família, o filho de dezessete pode trazer quantas namoradas quiser e eles ficam trancados no quarto, estudando filosofia estruturalista, apreciando sua coleção de selos búlgaros ou transando como coelhos — os pais preferem nem saber. Já a filha, de dezesseis, não pode nem falar em ter namorados. Diz a mãe:

“Ela ainda é muito jovem, não está na idade. Os homens dessa idade não prestam, só querem saber da mesma coisa!”

E tenho vontade de perguntar:

“Se não fossem irmãos, você aprovaria o seu filho como namorado para sua filha?”

Se a resposta for negativa, é caso de reconsiderar a educação que está dando para ambos.

Entretanto, a grande maioria das mães e pais que conheço educa a prole exatamente assim.

O estupro talvez seja o pior exemplo: estamos há séculos ensinando as meninas como se vestir e como agir – para a segurança delas, claro! Mas talvez fosse a hora de ensinar os meninos como não-estuprar.

Quando ensinamos nossa filha a não usar saia tão curta, não é que estamos perpetuando uma prática milenar patriarcal de controlar o corpo das mulheres! Nãããão! É porque queremos o bem delas, pôxa!

Mas, dentre esses pais que controlam as saias das filhas com tanta ênfase e afico, quantos já usaram a MESMA ênfase e o mesmo afinco para controlar os hormônios e os impulsos dos filhos? Para ter uma conversa franca e aberta sobre estupro e escolha?

São lições que filhos e filhas vão levar para toda a vida. Esses rapazes e moças vão ter que se esforçar muito para apagar e superar esses ensinamentos perniciosos. A maioria não vai conseguir e, em poucos anos, estará repassando essas lições para seus próprios filhos.

Se houvesse um manual sobre como perpetuar a cultura machista, ele não daria receitas tão infalíveis.

Fonte: http://papodehomem.com.br/feminismo/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s