Fósseis de mamíferos de mais de 10 mil anos são encontrados em SE


Pesquisador diz que foram encontradas cerca de 16 espécies de fósseis.
Material indica que animais gigantes viveram no local.

A pior seca das últimas décadas revelou um cenário de extrema importância para a pesquisa paleontológica em Sergipe. No Sertão, pesquisadores encontraram fósseis de mamíferos que viveram na região há mais 10 mil anos.

“Aproveitamos esse período da seca para lavar os tanques e encontramos na região cerca de 16 espécies de fósseis, entre elas preguiças, tigres e tatus”, garante o pesquisador da Universidade Federal de Sergipe, Mario Dantas.

De acordo com pesquisadores, em pelo menos seis municípios de Sergipe, há registros de achados semelhantes, que indicam que  animais gigantes viveram aqui, na época da  pré-história.

Os estudiosos da palenteologia explicam que os moradores da região acabaram quebrando muitos fósseis por desconhecimento dos materiais encontrados. “Nós identificamos os fósseis através dos fragmentos nestes casos”, explica Mário.

O agricultor Joildo da Silva, do município de Poço Verde, disse que encontrou alguns ossos mas ficou sem saber de quem eram. “Fiquei curioso porque sei que os ossos não eram de gado, mas não reconheci a estrutura óssea”, afirma.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s