Remédios proibidos para gatos


Gato não é um cão pequeno. Você já deve ter ouvido isso antes.

Além de hábitos completamente diferentes dos cães, os felinos apresentam outras particularidades alimentares, de comportamento, sociais e de intolerância a medicamentos.

Eles precisam de uma alimentação muito mais rica em gordura, com porcentagem maior de proteína e com adição de aminoácidos essenciais. As raçoes de cães são completamente inadequadas para os gatos.

Outra diferença entre cães e gatos é que os cães são animais que vivem em grupo (matilha) e por isso adotam a “família” como matilha e assim o contato passa a ser muito intenso e de extrema dependência e cumplicidade. Eles gostam de compartilhar tudo com os membros da sua família, dividindo a comida, a cama o sofá e as atividades.

Já os gatos como todo felino, é uma animal solitário, mas nem por isso deixa de ser carinhoso com a “família”, mas a dependência é muito menor. Assim eles adotam hábitos mais independentes e solitários. Desse modo temos que entender que essa atitude não é uma atitude de desprezo ou de arrogância. Ele simplesmente é assim, preservando os seus instintos.

Apesar disso, hoje em dia a maioria dos felinos tem uma relação muito intensa com a sua família, pois vivem em apartamentos onde a relação é muito mais próxima, criando de certa forma alguma dependência.

Essa “independência” e preservação de “intimidade” faz com que muitas vezes não percebemos as diferenças sutis demostradas por eles quando estão doentes. Não raramente só percebemos que tem algum problema quando a doença já esta mais avançada. Já os cães são extremamente explícitos nas suas atitudes e “sentimentos” e assim percebemos muito mais fácil quando adoece.

Talvez o maior cuidado e os maiores erros acontecem em relação a medicamentos. Os gatos apresentam grande intolerâncias a medicamentos que são usados sem problemas em cães e mesmo em pessoas. Não é raro um gato morrer ou correr sério risco de vida devido a intoxicação medicamentosa.

Nessa semana atendemos o Dourado, um lindo gato srd que se intoxicou gravemente com a aplicação de um Piretróide usado no controle de pulgas e carrapatos. Ele chegou ao Hospital hiper excitado e teve que ser sedado e ficou internado recebendo droga anticonvulsiva em infusão contínua por mais de 18 horas.

Ele ficou bem, mas muitas vezes não conseguimos reverter alguns quadros de intoxicação

Segue abaixo uma pequena lista de medicamentos proibidos para os gatos. Alguns são fatais e outros podem causar reações adversas na dependência da dose e da sensibilidade do indivíduo.

– Acido acetil salicílico (Aspirina®)

– Paracetamol (Tylenol®, Anador®)

– Pseudoefedrina (Claritin®, Tylenol Sinus®, Loratadina®)

– Salicilato de Bismuto (Pepto Bismol®, Peptozil ®)

– Iboprofeno (Advil®)

– Piroxican (Feldene®, Inflamene®)

– Enema de Fosfato (Fleet Enema®)

– Xampu a base de Alcatrão (Sebotrat -O®, Ionil T®, Politar®)

– Xampu com Benzoato de Benzila (Acarsan®)

– Xampu com Acido salicílico.

– Xampu com Sulfeto de Selênio (Selsun Ouro®, Selsun Azul®)

– Peroxido de Benzoila – usar com cautela (Peroxidex®, Sana Dog®, Pertopic®)

– Piretróide (Antiparasitário como Butox® )

– Levamisol (Ascaridil®)

– Azatioprina (Imuram®)

– Piridium®

– Diclofenaco potássio (Cataflan®)

– Diclofenaco sódico (Voltaren®)

Lembre-se de nunca usar medicamentos, quer seja para Gatos ou para Cães sem consultar antes um Médico Veterinário. A “auto medicação” pode ser fatal.

Fonte: http://petcare.com.br/blog/remedios-proibidos-para-gatos/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s