Guia de raças – Por que adotar um vira-lata é uma ótima opção


Eles já foram alvo de muito preconceito, mas atualmente são considerados os melhores cães para se ter em casa

Getty Images – Eles já foram alvo de muito preconceito, mas atualmente são considerados os melhores cães para se ter em casa

O termo vira-latas refere-se aos cães de ruas que precisam revirar latas de lixo para terem o que comer, mas o nome usado por veterinários é SRD (Sem Raça Definida). A maioria destes cães são abandonados e vivem nas ruas justamente por não terem características de uma raça específica e muito menos a garantia de um porte. Eles já foram alvo de muito preconceito, mas atualmente são considerados os melhores cães para se ter em casa, já que são extremamente afetivos.

Os donos de vira-latas sempre falam da gratidão que estes cães são capazes de expressar – especialmente os que foram resgatados de situações de risco. Para conhecer mais sobre eles, a veterinária Luciana Forte tira dúvidas e conta algumas curiosidades. 

Origem:
O vira-lata sempre existiu. É impossível datar o momento em que a primeira cruza entre dois cães de duas raças diferentes não foi bem aceita pelo homem e foi descartada na rua, por isso, sempre estiveram presentes.

Raças similares:
Todo vira-lata parece com alguma raça. Afinal em alguma parte da sua árvore genealógica existe um cão de raça.

Características físicas principais:
A principal característica é que não existe uma aparência previsível para os vira-latas. Eles existem em diversos portes e podem apresentar combinações super inusitadas como cabeça pequena para um corpo grande, orelhas grandes demais, patas desproporcionais ao tronco, entre outras. Muitos vira-latas podem se parecer com cães de raças e com isso muitos falsos criadores se aproveitam para comercializá-los.

Pelos:
A pelagem pode ser lisa ou crespa, longa ou curta e pode apresentar todas as cores em diversas misturas, podendo ter apenas uma cor sólida ou ser malhada.

Tamanho:
Seu tamanho pode variar muito, existem vira-latas de pequeno, médio ou grande porte.

Peso:
Assim como o tamanho, o peso é extremamente incerto. É impossível de ter algo estabelecido.

Expectativa de vida:
Vira-latas quando vivem em casas com uma família responsável, vivem muito. Há casos de cães que viveram cerca de 20 anos. Porém, enquanto estão nas ruas, sua maioria vive no máximo até os 5 anos de idade, pois infelizmente precisam lidar com falta de comida, pessoas mal intencionadas, carros que não freiam para animais e total falta de abrigo para os dias frios ou chuvosos.

Problemas de saúde:
São cães mais fortes e resistentes do que a maioria e não possuem predisposição a doenças adquiridas ou crônicas. Isto se deve ao fato de serem resultados de inúmeros cruzamentos, enquanto que para obter uma raça pura, os criadores muitas vezes cruzam animais irmãos, fazendo com que as doenças recessivas acabem sendo passadas aos filhotes. Porém a condição de ser mais resistente não é lei, por isso, fuja do mito que vira-latas não precisam ir ao veterinário ou tomar vacinas, eles precisam de cuidados como todos os outros cães, incluindo a vacina múltipla anual vermífugos e anti pulgas.

Comportamento:
Os cães expostos às crueldades da rua e pessoas mal intencionadas são em sua maioria medrosos e agressivos. Mas em geral os vira-latas são extremamente carinhosos, fiéis ao dono, obedientes e algumas vezes ciumentos. Pode conviver com outros animais pacificamente, já que possui aflorado o extinto de viver em bandos e nunca sozinho (como cães da raça Sharpei)

Ambiente:
Como todo animal, ele precisa de espaço, limpeza e conforto. O vira-lata pode viver em casas, apartamentos ou sítios. Mas nunca deve ser privado de passear, ver a movimentação das ruas e cheirar postes e arbustos. Aliás, nenhum cão deve ter estas coisas privadas.

Atividades:
Os passeios diários são essenciais e obrigatórios para qualquer cão de qualquer raça. Atividades para gasto de energia também são essenciais. Os vira-latas amam aprender truques e obedecer seu dono, por isso invista em ensiná-los alguma coisa.

Em que estação vive melhor?
Não possui uma estação em que vive melhor. É um cão que consegue se adaptar muito bem a todas as estações e condições climáticas moderadas.

Curiosidades da raça:
Apesar de muita gente, futilmente, torcer o nariz para o vira-lata, ele é o animal mais popular no estado de São Paulo, segundo uma pesquisa realizada pelo Datafolha. Atualmente o ato nobre de adotar um animal, ao invés de comprá-lo tem se popularizado por todas as classes e conscientizado inúmeras pessoas. Muitas ONGs resgatam animais de rua, os medicam e procuram uma família responsável para adotá-los, estas organização governamentais são responsáveis por várias vidas salvas e por muitos donos felizes.

Até no mundo das celebridades a adoção é muito praticada, famosos como Miley Cyrus, Robert Pattinson e Ellen Degeneres possuem cães vira-latas. A apresentadora Marimoon também tem um SRD e incentiva outras pessoas a adotarem : “A raça de um animal não determina o amor que ele terá por você. O Roots apareceu um dia lá na casa da minha mãe e a gente resolveu adotá-lo, mas na verdade foi ele que adotou a gente”. Os também apresentadores Danilo Gentili e Luisa Mell, não cansam de mostrar dedicação a causa, Luisa ainda comanda uma força-tarefa para resgatar animais feridos e que sofreram maus tratos, seus resgates e animais que procuram por um lar podem ser vistos na sua página do Facebook.

Fonte: http://br.noticias.yahoo.com/guia-ra-porque-adotar-um-vira-lata-uma-164700329.html

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s