Dormiu fora e esqueceu sua escova de dente? Veja o que fazer!


Bochecho com enxaguatório reduz um pouco a ação bacteriana

Um imprevisto como precisar dormir fora de casa por uma noite, e não estar com a escova de dente em mãos não é comum, mas acontece. O que fazer nessa hora?

Uma única noite sem escovar os dentes da maneira correta, para quem cuida da higiene dental diariamente, não irá causar algum dano significativo. Porém, pessoas cuidadosas podem se utilizar de algumas dicas valiosas nesse caso.

A placa bacteriana se forma a partir da retenção de microorganismos na superfície dos dentes. Antes dela, outra camada conhecida como película adquirida, é depositada sobre o esmalte dentário. Esta camada propicia a base para a adesão bacteriana e, geralmente, é considerada a fase inicial para o desenvolvimento da placa.

Nas primeiras doze horas seu crescimento é lento. Após este período, ocorre um rápido aumento no número de bactérias, que se espalham pela superfície dos dentes. Em 24 horas, o dente está completamente coberto pela placa, distribuída irregularmente, com regiões de variadas espessuras. Nessa etapa, chamada de “placa jovem”, predominam microorganismos aeróbicos e sua estrutura não está totalmente organizada. Nesta fase, quando não removida pelos métodos de limpeza padrão, a placa continua seu processo de desenvolvimento, passando para a chamada “placa madura”. Os microorganismos, localizados na camada mais interna, consomem todo o oxigênio disponível e a população microbiana, até então predominantemente aeróbica, é substituída por uma população essencialmente anaeróbica. As bactérias anaeróbicas são normalmente mais patogênicas. Sua estrutura passa a ter um aspecto compacto.

Partindo do pré-suposto que a última higiene bucal foi muito bem executada, deixar de fazer uma escovação, raramente irá causar sérios prejuízos à saúde bucal. Evidentemente, se isto se repetir com frequência, o risco de cáries e problemas gengivais irá aumentar significativamente. Além do mais, a placa pode calcificar sobre os dentes, formando o cálculo dental, popularmente conhecido como “tártaro”.

Na indisponibilidade da escova, tente conseguir pelo menos um fio dental para a remoção da placa bacteriana entre os dentes. Um bochecho com enxaguatório, apesar de ser pouco eficiente, também reduz um pouco a ação bacteriana. Outra maneira menos usual é utilizar uma toalha limpa e molhada para esfregar nos dentes. O mais importante é lembrar que nada substitui a escova e o fio dental na higiene bucal. Essas dicas são válidas como uma forma paliativa em algumas situações atípicas.

Dr. Alexandre Morita (CROSP 70.644) é cirurgião dentista especialista em estética dental.

Fonte: https://br.mulher.yahoo.com/blogs/sala-espera/dormiu-fora-e-esqueceu-sua-escova-dente-veja-150624871.html

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s