Guarde informações por mais tempo ao espaçar lembretes


A maioria de nós estuda apenas um dia antes de fazer uma prova importante não por procrastinação, mas sim porque se estudarmos uma semana antes, vamos esquecer tudo.

Há um processo mensurável pelo qual seu cérebro esquece informações, chamado de “curva de esquecimento”. Se você deseja guardar informações por mais tempo, precisa contornar essa curva, ou seja, saber quanto tempo leva para esquecer as coisas. Dá trabalho, mas vale a pena. A técnica é conhecida como “repetição espaçada”. Esse gif animado a resume:

31-

Explicamos. Digamos que você está tentando aprender inglês, e vai ter uma prova em quatro meses. A forma mais rudimentar de praticar a repetição espaçada é colocar as palavras que você precisa saber em cartões com a tradução em português, e os colocar aos poucos em três caixas com as legendas: “todo dia”, “toda semana” e “uma vez por mês”.

Os rótulos lhe dizem quantas vezes você vai olhar para os cartões de memória. “O quê?”, pensa você. “Todo dia?”. Fazer o quê, esse é o preço do método, que como recompensa vai lhe dizer exatamente por quanto tempo você consegue guardar informações, e vai te ajudar a chegar ao exato mínimo tempo que você precisa para estudar.

A primeira vez que você estudar, infelizmente, você vai ter que ver todos os cartões de memória. O que você acertar, você coloca na pilha “toda semana”. O que errar, na pilha de todos os dias. No dia seguinte, você tenta de novo, mas agora tem uma pilha menor. No dia seguinte, será ainda menor. Uma semana mais tarde, você dá uma olhada somente na pilha “toda semana”, e o que você acertar (ou seja, o que você é capaz de lembrar por uma semana com sucesso) vai para a pilha do mês. O que errar, volta para todos os dias.
Um mês depois, você dá uma olhada na pilha do mês para se certificar do que se lembra. As coisas que você esqueceu entram na rotação semanal novamente. Assim, você sabe a taxa exata a qual esse material cai fora de seu cérebro. A caixa mensal agora pode ser vista a cada dois meses, e assim por diante. Você também pode adaptar essas datas (dia, semana, mês) conforme o tempo que você tem: se for menos, faça em menos dias, se for mais, dê mais tempo entre as caixas. O método funciona – tem gente que consegue se lembrar de coisas por anos usando-o.

Se fazer caixas lhe parece complicado demais, existem aplicativos que ajudam com a técnica da repetição espaçada.

Fonte: http://hypescience.com/50-poderes-impressionantes-seu-cerebro-parte-4/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s