As dicas de produtividade de Carl Sagan


Carl Sagan's Best Productivity Tricks

Carl Sagan é uma das personalidades que quase dispensa apresentação. Astrônomo, cosmólogo, autor, divulgador de ciências, e apresentador da renomada série Cosmos.

A visão dele sobre a ciência e a vida em geral é ao mesmo tempo inspiradora e eletrizante. Veja aqui algumas das ideias de Carl Sagan e o quanto elas podem ser úteis.

Mantenha afiado seu kit de detecção de besteiras

Carl Sagan era antes de mais nada um cientista, ele tinha uma visão bastante especializada do mundo. No livro “O Mundo Assombrado Pelos Demônios”, ele delineia o que ele chama de “kit de detecção de besteiras”. Trata-se de uma maneira de testar argumentos e falácias. Veja aqui parte desta excelente ferramenta para o pensamento cético:

  • Sempre que possível, os “fatos” tem que ter confirmação independente;
  • Encoraje o debate das evidências por pessoas com conhecimento de causa, de diferentes pontos de vista;
  • Todos os argumentos de autoridade tem pouco peso – as “autoridades” já cometeram erros no passado e vão cometer novamente no futuro. Talvez a melhor maneira de colocar isto é que em ciência não há autoridades, mas especialistas;
  • Levante mais de uma hipótese. Se há algo a ser explicado, pense em todas as diferentes maneiras que elas podem ser explicadas. A seguir, pense em formas de testar as hipóteses de forma a prová-las falsas. As hipóteses que sobreviverem a esta seleção darwininana terão mais chances de serem verdadeiras que a primeira ideia que te ocorreu;
  • Tente não se apegar a uma hipótese apenas por que ela é sua. Ela é apenas uma estação no caminho da busca pelo conhecimento. Pergunte-se por que você gosta da ideia. Compare ela de forma justa com as alternativas. Veja se você encontra razões para rejeitá-la, se você não conseguir, outros conseguirão.

Este kit não serve apenas para a ciência, mas para tudo, desde debates presidenciais a estatísticas. Quando você questiona os vieses, acaba ficando com um ponto de vista melhor.

Este também é um bom conjunto de ferramentas se você estiver discutindo alguma coisa no trabalho, dando uma apresentação na escola, ou apenas tendo uma discussão animada na janta. Quanto melhor você for na detecção de besteiras, melhores seus argumentos vão ficando com o passar do tempo.

Questione suas próprias crenças

Quando você quer que alguma coisa seja verdadeira, é fácil enganar a si mesmo e acreditar nela mesmo se não for possível provar. A filha de Carl Sagan conta o que ele disse ao falar sobre o que acontece depois da morte:

“Ele me disse, bem delicadamente, que pode ser perigoso acreditar em coisas só por que queremos que elas sejam verdade. Você pode ser enganado se você não questionar a si mesmo e a outros, especialmente pessoas em posição de autoridade. Ele me contou que qualquer coisa que seja verdadeiramente real pode suportar o escrutínio.”

Claro, a tua própria crença no pós-morte não precisa ser afetada. O ponto aqui é se manter constantemente sob análise. Estamos constantemente nos enganando e gostando de certas coisas, achando que somos o que há de melhor ou algo do tipo. Nós nos convencemos disso por que queremos muito que algo seja verdadeiro, e isto nos bloqueia, impede que descubramos novas coisas.

Lembre seu lugar no Universo.

É fácil se preocupar com os próprios problemas e esquecer o resto do mundo. Mas o famoso discurso Pale Blue Dot (“Pálido Ponto Azul”) de Carl Sagan nos lembra que, não importa o quanto achamos importantes nossos problemas, eles não são nada no grande esquema das coisas:

“Nossas posturas, nossa imaginária auto-importância, a ilusão de que temos uma posição privilegiada no Universo, são confrontadas por este ponto de luz pálida. Em nossa obscuridade, em toda esta vastidão, não há qualquer indício que alguma ajuda virá para nos salvar de nós mesmos.”

Ele tinha ainda muito mais a dizer em seus livros e na série Cosmos, mas falou algo parecido para sua filha:

“Você está viva neste segundo. Esta é uma coisa maravilhosa” ele me disse. Quando você considera as quase infinitas encruzilhadas na estrada que levam a uma única pessoa ter nascido, você deve ser grato que você é você neste exato instante. Pense no enorme número de universos potenciais onde, por exemplo, seus tata-tataravós nunca se conheceram e você nunca veio a existir. Mais ainda, você tem o prazer de viver em um planeta onde você evoluiu para respirar o ar, beber a água, e amar o calor da estrela mais próxima. Você está conectada às gerações anteriores pelo DNA, e mais atrás ainda, ao universo, por que cada célula em seu corpo foi prepara no coração das estrelas. Nós somos poeira de estrelas, meu pai dizia, e ele me fazia sentir desta forma.

No fim das contas, trata-se de perspectiva. E não é preciso ir às distâncias que Carl Sagan foi, mas lembrar que a visão de cada um é um pouco diferente. Quando você está enfrentando negativismo, resolvendo problemas, ou lidando com memórias dolorosas, tentar uma outra perspectiva sempre vale a pena.

Diversifique seu conhecimento

É fácil se limitar a apenas um campo do conhecimento e gastar todo o tempo pensando nele. Mas até onde sabemos, manter projetos paralelos valem a pena, e a diversificação de habilidades é uma grande forma de garantir que você sempre terá um emprego.

Carl Sagan sabia dise e ao mesmo tempo que pensava no Cosmos, dedicava parte do seu tempo pesquisando outras coisas. Esta lista de leitura que está na Biblioteca do Congresso mostra quanto tempo ele gastava lendo coisas fora do seu campo. Algumas das suas seleções de leitura:

  • “O Imoralista” por André Gide
  • “Julius Caesar” por Shakespeare
  • “A República” por Platão
  • “The History of Western Philosophy” (“A História da Filosofia Ocidental”) por W. T. Jones
  • “Education for Freedom” (“Educação para a Liberdade”) por Robert Maynard

Existem vários outros títulos naquela lista que você não esperaria encontrar, como histórias de Aldous Huxley, Ray Bradbury, e outros. O ponto é, Carl Sagan sabia que diversificar seu conhecimento do mundo além de apenas ciência era essencial para o pensamento criativo. E os resultados são claros, Carl Sagan se tornou não apenas um grande cientista, mas um contador de histórias fantástico e um comunicador.

Fonte: http://hypescience.com/dicas-de-produtividade-de-carl-sagan/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s